Plitvice, sabem aquelas to do lists que fazemos e que vão sempre aumentando, aumentando? Pois, é isso mesmo que acontece há minha, ainda que vá tirando alíneas de quando em vez, há sempre mais a somar do que a subtrair. 

Mas afinal Plitvice é real, é tal e qual o que se vê por aí? É! Sem tirar nem pôr. Isto é, depende. Depende do quão sonhador cada um for, porque eu, por exemplo, ando sempre com os pés na terra mas com a cabeça na lua, o que leva a ter sempre umas imagens mais ou menos romantizadas de tudo. Eu explico, na verdade é tudo real, mas basta haver pessoas a mais em determinado local, com muita algazarra à mistura, para logo tornar o que é maravilhoso em algo mediano. Percebem? Por isso gosto de entrar em qualquer lado o mais cedo que for permitido e sair o mais tarde possível para conseguir o sossego que qualquer local merece ter para ser devidamente apreciado. 

Deixando-me de cenas, vamos ao que interessa, há vários tipos de trilhos, para quem gosta mais de andar e para quem não gosta assim tanto e, depois, há também os barcos que fazem as travessias dos lagos, poupando assim na marcha. Na entrada há mapas para escolherem o que preferem fazer e, toca a andar :)

In english
You know those bucket lists everyone has, and are always growing on new places and things? That’s precisely what happens to mine, even if I pick one of those things once in a while, there’s always more to add than to take away.
But Plitvice, is it real, just the way you see around internet? Yes, it is, just like that! Well, it depends. Depends on how much of a dreamer you are. Because, you know, me, for instance, I’m always with my feet on the ground but my head in the moon or in the clouds, whatever, which leads to having this romanticised images about everything. Let me explain, it's true that everything is real, but when there’s a huge throng in a certain place, with a lot of  noise, what would be wonderful will turn to an average thing instead. Do you know what I mean? This is why I love to get in in a place as soon as allowed or get out the latest possible in a way to achieve the quiet to well appreciate that place.
Let’s move on, there are several hikes in Plitvice Lakes, shorter or longer for who wants to walk more km or less km, there’s also boats crossing the lake if you don’t want to walk around it. In the entrance there are maps to chose which one(s) you want to do. Let’s go :)
Algumas notas: 
- Aconselho a ficar no mínimo uma noite se viajar de carro ou duas noites se viajar de autocarro. 
- Há na entrada e dentro do Parque cafés onde podem ser tomadas refeições. Não sei se existem supermercados por ali perto, imagino que sim, mas não vi nenhum, por isso sugiro que fiquem em alojamentos com pequeno almoço. Depois de um dia inteiro a caminhar, jantámos por ali, uns grelhados deliciosos por 150 Kunas cada um, num espaço (que não é restaurante nem tinha sinalização) onde é necessária marcação e que ficava nas traseiras do nosso alojamento, a House Katarina, marcado através do Airbnb, aviso já que o quarto era muito básico, incluindo um pequeno almoço bastante pobre e pago à parte! 
- A entrada no Parque já pode ser comprada online, podem ver toda a informação aqui

In english
Notes: 
- The best thing to do is to stay for one night if you travel by car or two nights if you’re traveling by bus
- There are cafes in the entrance and inside the Park where you can have your meals. I’m not sure if there are supermarkets in the village since I saw none, so the best thing to do is probably to have a room with breakfast. 
- After a day walking we had a delicious meal, all fresh made in one wood oven, this was not a restaurant, it’s a little place behind the guest house where we stayed, booked through airbnb, and called House Katarina. The price for the meal was 150 kunas and it was necessary to book it the night before. About House Katarina, the rooms and the breakfast are a little poor! 
- The Park fee can now be bought online, you can see all the information here
Back to Top